Please reload

Posts Recentes

Saiba como se prevenir do coronavírus com as informações do ministério da saúde

March 30, 2020

1/9
Please reload

Posts Em Destaque

Cuidado farmacêutico para pacientes oncológicos utilizando Trastuzumab (Herceptin®)

     O Trastuzumab é um medicamento antineoplásico usado no tratamento quimioterápico do câncer de mama metastático ou em estágio precoce e que, assim como outros fármacos, pode apresentar entre seus efeitos adversos náusea, vômito e diarreia.

 

     O cuidado, ou atendimento, farmacêutico possibilita um controle adequado destes efeitos, o que impacta de forma positiva na qualidade de vida dos pacientes, além de aumentar a adesão ao tratamento. Tudo isso faz parte da Atenção Farmacêutica (AF), que propõe a mudança de foco do produto para o paciente.

 

     Foi realizado, em 2016, um estudo com quatro mulheres portadoras de câncer de mama metastático que estavam no início do tratamento com Herceptin® (Trastuzumab), sendo o atendimento farmacêutico organizado de forma individualizada. No primeiro momento foram recolhidas informações como histórico clínico e medicamentoso das pacientes, seguido pela avaliação dos prontuários médicos. Todos estes dados foram utilizados para análise dos Problemas Relacionados aos Medicamentos (PRM) e elaboração de um plano de cuidado.

 

Tais dados são apontados na tabela abaixo:

                    Fonte: os autores, com base no artigo de SILVA, RODRIGUEZ, BRAGA, 2020.

 

     Os medicamentos prescritos pelo médico para controlar os efeitos adversos relatados pelas pacientes eram cloridrato de ondansetrona, bromoprida e omeprazol. Nenhuma das pacientes descreveu sinais ou sintomas de insuficiência cardíaca, sendo que todas realizavam exames complementares periodicamente para monitorar a função cardíaca. Tal fato é de extrema importância uma vez que durante o tratamento com Trastuzumab os pacientes costumam apresentar disfunção cardíaca.

 

     Para resolução dos PRMs foram realizadas intervenções junto aos prescritores, que ajustavam a dose dos medicamentos para controlar os efeitos adversos, já com as pacientes foram feitos esclarecimentos sobre a doença, o tratamento quimioterápico e os efeitos indesejáveis do medicamento. As orientações passadas pelo profissional farmacêutico tiveram como finalidade aumentar a compreensão das pacientes sobre os assuntos que envolvem o câncer de mama, pois assim criam consciência da importância do tratamento, sendo uma maneira de garantir a permanência neste.

 

     É necessária uma ação multiprofissional, além do envolvimento ativo dos pacientes, pois assim o tratamento se torna integralizado e mais efetivo, evitando o seu abandono e minimizando os danos causados pela doença.

 

 

Para ler o artigo na íntegra clique aqui (SILVA, RODRIUEZ, BRAGA, 2020).

Para saber mais sobre câncer (Ministério da Sáude) clique aqui.

Para acessar o site do INCA (Instituto Nacional de Câncer) clique aqui.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga