Please reload

Posts Recentes

Saiba como se prevenir do coronavírus com as informações do ministério da saúde

March 30, 2020

1/9
Please reload

Posts Em Destaque

Tratando COVID-19. Uso de medicamento Off-Label, Uso Compassivo, e Testes clínicos randomizados durante a pandemia

            Em 2014 a epidemia de ebola foram usadas varias terapias como Hidroxicloroquina, plasma convalescente e outros com uso Off-label . Apesar de tantas terapias, nenhuma foi comprovada eficaz contra o ebola. Não houveram descobertas porque os estudos eram grupos-simples sem controles concorrentes, o que não traz conclusão de eficácia e segurança. Se o COVID-19 atinge pacientes com morbidades cardíacas, HCQ pode potencializar essas morbidades. É impossível diferenciar os efeitos adversos relatados das manifestações da doença na ausência de um grupo controle. Uma preocupação durante uma epidemia é se é ético ou não dar placebo. Se a doença não é 100% letal e não sabemos se a droga é letal ou não é ético o placebo em testes clínicos randomizados (RCT). Sem grupo controle não é possível determinar os efeitos prejudiciais de qualquer droga. Na verdade o grupo controle vai sempre ser o mais seguro dos efeitos adversos porque não está usando o medicamento testado. Comparado com o uso comprovado por RCT, a administração de velhas drogas (uso off-label, testes clínicos sem controles), pode ser menos seguro e não conduzem a descoberta de novas terapias. O risco de prejuízo da droga pode desencorajar os pacientes a participarem do teste impedindo que novos conhecimentos sejam adquiridos da droga testada. 300.000 indivíduos tiveram COVID-19 mas só algumas centenas participara de

de RCT, enquanto que á muitos pacientes tem sido oferecido drogas sem comprovação

 

segue link para acesso ao artigo 

 

 

 

 

RCT, enquanto que á muitos pacientes tem sido oferecido drogas sem comprovação

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags