Please reload

Posts Recentes

Saiba como se prevenir do coronavírus com as informações do ministério da saúde

March 30, 2020

1/9
Please reload

Posts Em Destaque

 

     As evidencias atuais sugerem que o SARS-CoV-2 causa a COVID-19 e é disseminado predominantemente de pessoa a pessoa.

Para elaborar medidas efetivas de prevenção e controle bem como romper as cadeias de transmissão é necessário entender como, quando e em que tipo de ambientes o SARS-CoV-2 se dissemina.

 

Modos de transmissão

 

     Os principais modos de transmissão do SARS-CoV-2 são: transmissão por contato, gotículas, aerossóis, fômites, fecal-oral, pelo sangue, de mãe para filho e de animal para humanos.

 

Transmissão por contato e gotículas

 

     A transmissão do SARS-CoV-2 pode ser através de secreções infectadas como saliva e secreções respiratórias ou de gotículas respiratórias, que são expelidas quando uma pessoa infectada tosse, espirra, fala ou canta. As gotículas respiratórias que incluem o vírus podem atingir a boca, nariz ou olhos de uma pessoa suscetível, podendo resultar em infecção. A transmissão por contato indireto envolvendo o contato de um hospedeiro suscetível, com um objeto ou superfície contaminada (transmissão por fômites), também é possível (vide abaixo).

 

Transmissão por aerossóis

 

     A transmissão por aerossóis pode ocorrer durante procedimentos médicos que geram aerossóis, que é definida como disseminação de um agente infeccioso causada pela dispersão de gotículas (aerossóis) que contenham o agente infeccioso quando suspensos no ar por longas distâncias e tempos.

 

Transmissão por fômites

 

     A transmissão por fômites ocorre quando as secreções respiratórias ou gotículas expelidas por indivíduos infetados contaminam superfícies e objetos, e as pessoas tocam as ditas superfícies e, em seguida, tocam a boca, nariz ou olhos.

 

Outros modos de transmissão

 

     O RNA do SARS-CoV-2 também foi detectado em outras amostras biológicas, incluindo urina e fezes de alguns pacientes. Até o presente momento, contudo, não há relatos publicados de transmissão do SARS-CoV-2 por fezes ou urina.

Alguns estudos relataram a detecção de RNA do SARS-CoV-2 no plasma ou soro, e o vírus pode se replicar em células sanguíneas. No entanto, o papel da transmissão pelo sangue continua incerto; e títulos virais baixos no plasma e no soro sugerem que o risco de transmissão por essa via pode ser baixo.

 

Quando as pessoas infectadas pelo SARS-CoV-2 infectam outras pessoas?

 

     Resumidamente, as evidências sugerem que o RNA do SARS-CoV-2 pode ser detectado em pessoas um a três dias antes do início dos sintomas, sendo que as cargas virais mais altas, medidas pelo RT-PCR, são observadas em torno do dia do início dos sintomas, seguido por uma queda gradual com o tempo.

 

  • Pessoas infectadas pelo SARS-CoV-2 com sintomas podem infectar outras pessoas principalmente através de gotículas e contato próximo.

  • As pessoas infectadas pelo SARS-CoV-2 sem sintomas também podem infectar outras pessoas.

 

Para prevenir a transmissão, a OMS recomenda um conjunto abrangente de medidas que incluem:

 

  • Identificar os casos suspeitos o mais rápido possível, testar e isolar todos os casos (pessoas infectadas) em locais apropriados.

  • Identificar e colocar em quarentena todos os contatos próximos de pessoas infectadas e testar os que desenvolverem sintomas para que possam ser isolados se estiverem infectados e precisarem de tratamento.

  • Usar máscaras de tecido em situações específicas, por exemplo, em locais públicos onde há transmissão comunitária e onde outras medidas de prevenção, como o distanciamento físico, não são possíveis.

  • Uso das precauções para contato e gotículas pelos profissionais da saúde que cuidam de pacientes com suspeita ou confirmação de COVID-19, e uso de precauções para aerossol quando procedimentos que geram aerossóis forem realizados.

  • Uso contínuo de máscara cirúrgica pelos profissionais de saúde e cuidadores que trabalham em todas as áreas clínicas, em todas as atividades de rotina e durante todo o turno.

  • Praticar continuamente a higienização frequente das mãos, o distanciamento físico, quando possível, e a etiqueta respiratória; evitar locais com aglomeração de pessoas, locais onde haja contato próximo bem como espaços confinados ou fechados e mal ventilados; usar máscaras de tecido quando estiver em espaços fechados e com superlotação para proteger os outros; e garantir uma boa ventilação do ambiente em todos os locais fechados, incluindo limpeza e desinfecção adequada do ambiente.

 

     A OMS monitora cuidadosamente as evidências que surgem sobre esse tema fundamental e atualizará este resumo científico à medida que mais informações se tornarem disponíveis.

 

     Segue o link com a informação da OPAS e da OMS, do resumo cientifico. O documento é uma atualização de outro, publicado em 29 de março de 2020, intitulado “Modes of transmission of virus causing COVID-19: implications for infection prevention and control (IPC) precaution recommendations”. 

 

Segue aqui para acesso ao artigo

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Rua Antônio da Veiga, 140 - Itoupava Seca 89030-903 - Blumenau - SC

(47) 33217327 

        MIMe - Núcleo de Informações sobre Medicamentos,

      Referência em informação sobre Uso Racional de Medicamentos (URM).